Arte · Cultura · Dicas · Gabriel Moura · História

Museu Imperial

Olá, tudo bem?

Você conhece o Museu Imperial?

museu imperial brasileiro d. pedro dica gabriel moura 2017 blog loucuras de julia 01

Localizado no município de Petrópolis, na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, o Museu Imperial possui o principal acervo do país relativo ao império brasileiro, em especial o chamado Segundo Reinado, período governado por D. Pedro II. São cerca de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos à disposição de pesquisadores e demais interessados em conhecer um pouco mais sobre a história do Brasil. O Museu conta ainda com uma extensa e ativa agenda de eventos, exposições e projetos educativos.

Mas para quem quer conhecer um pouco do Museu sem sair de casa, os organizadores disponibilizam um tour virtual e a experiência 360º. No tour, o visitante tem acesso à algumas das obras de arte presentes em cada parte do Museu. Para acessar, clique aqui.

Já sobre a experiência 360º, o Museu disponibiliza alguns ambientes com essa tecnologia, onde o visitante pode literalmente entrar no ambiente e visualizar todo o mobiliário e sentir a grandeza do Museu. O acesso é através desse link.

museu imperial brasileiro d. pedro dica gabriel moura 2017 blog loucuras de julia 02

Além disso, o Museu lançou recentemente o aplicativo Museu Imperial História em Mãos disponível para iOS e Android. Com o aplicativo o visitante terá acesso interativo ao conteúdo explicativo de diversas salas ao fazer uma visita ao museu. Há QR Codes em locais estratégicos: basta apontar o celular para o item desejado e o aplicativo fará a leitura do código e abrirá o conteúdo específico com informações e fotos. Todo o conteúdo do aplicativo está disponível em texto e áudio nos idiomas português e inglês.

Mas você sabe para que servia o prédio antes de virar museu?

Viajando em direção a Minas Gerais, Dom Pedro I fez uma parada na serra fluminense e ficou encantado com o clima ameno e a beleza da natureza do local. Decidiu comprar uma fazenda e deixou de herança para seu filho. Dom Pedro II deu início em 1845 à construção de uma residência de verão para a família real, que ficou pronta em 1862. Nos anos finais do império, Dom Pedro II passava boa parte do ano em Petrópolis (cidade fundada por ele) para fugir do verão “insalubre” da capital, Rio de Janeiro.

museu imperial brasileiro d. pedro dica gabriel moura 2017 blog loucuras de julia 03

Eu já tive o prazer de visitar o Museu Imperial. Tudo é grande. O jardim, o prédio, os anexos. Por dentro, o Museu se mostra mais magnífico do que seu exterior. A primeira coisa a chamar atenção é que você não pode pisar no interior do prédio com o seu calçado diretamente no chão. Para preservar o piso o visitante tem que calçar grandes pantufas (é engraçado ver todo mundo arrastando as pantufas pelos corredores). Outro detalhe: é proibido tirar fotos dentro do Museu, com a alegação de que o flash danifica as obras de arte.

A coleção do Museu é de cair o queixo: mobiliário, prataria, pinturas, esculturas, fotografias, documentos e jóias. E são as joias da coroa que chamam mais a atenção. Separadas em uma sala específica, repleta de segurança, o ambiente escuro só ressalta a beleza das coroas de Dom Pedro II e de sua esposa Imperatriz Teresa Cristina. A imponência do Império pode ser vista em todo o seu esplendor. Em um dos anexos ficam as carruagens usadas pela família real, também repletas de beleza e luxo, que conta inclusive com uma locomotiva usada na época (aqui é permitido tirar fotos).

Enfim, um passeio pela história imperial brasileira como você nunca viu. Uma viagem no tempo que vale muito a pena!

museu imperial brasileiro d. pedro dica gabriel moura 2017 blog loucuras de julia 04

O museu está aberto de terça a domingo das 11h às 18h.
A entrada custa R$ 10,00 inteira, R$ 5,00 meia (estudantes, professores e maiores de 60 anos) e gratuidade para crianças abaixo de 7 anos, idosos acima de 80 anos e portadores de deficiência física.

A cidade ainda conta com outros atrativos, como a casa de Santos Dumont e o Palácio de Cristal. Mas isso é assunto para um outro dia…

Até a próxima.

selo-gabriel-mouraConheça também meu blog pessoal: Resumo de Livro

.

Fonte: Museu Imperial

 

Anúncios

6 comentários em “Museu Imperial

  1. O amo o Museu Imperial. Morei em Teresópolis, e muitos dos meus finais de semana passei em Petrópolis. Digo que essa é uma parte importantíssima da nossa história que todos deveriam conhecer, quando tiverem oportunidade. Tu sabia que agora eles oferecem tours de experiência? O turista pode tomar o chá das princesas ou comer o churrasco de D. Pedro. Basta agendar com antecedência. Abraço

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s