animais · Brenda Moura · Gratidão · homenagem · Reflexão

O último adeus a um velho amigo…

Hoje, meu post não será uma dica para vocês, mas sim, o meu último adeus a uma criaturinha que ficou comigo por muitos anos e nessa semana, me deixou. Meu cachorro, Bidu.

Eu sei que a maioria de vocês já teve um animal de estimação, e sabem, tanto quanto eu, a importância que eles têm na nossa vida.

Bidu foi, desde seu primeiro dia, um amigo leal e companheiro. Brincava comigo, me animava quando eu estava triste e sempre fazia de tudo para estar perto. Foi até para a praia comigo uma vez, quando deu seu primeiro mergulho e nunca vou esquecer a felicidade dele nesse dia.

dizer-adeus-morte

Eu sempre amei animais, tanto gatos quanto cachorros, inclusive, tenho 5 gatas e mais um cachorro. Mas o Bidu foi uma parte essencial da minha vida, uma parte em que eu cresci, aprendi, mudei E ele também, afinal, foi ficando mais esperto, mais vivo e mais velho…

Eu sabia que um dia, teria que dizer o tão temido adeus. Mas não sabia que doeria tanto. Mesmo já tendo passado por isso outras vezes, parece que foi mais dolorido ainda. Ele foi o melhor amigo, que no silêncio sabia estar e apoiar sem nunca reclamar ou exigir nada em troca.

Ele foi uma presença que tantas vezes me salvou da tristeza, da solidão, da incompreensão humana. Aquele amigo que só queria o meu amor e carinho.

Obrigada meu querido, por ter feito parte da minha vida. Obrigada por me mostrar o amor incondicional e por ter sido meu companheiro. Sei que onde tu estás agora, está sendo bem cuidado e olhando por mim aqui. Tu sempre serás um dos meus filhos de quatro patas, e saiba que meu amor por ti, dentro de mim, permanece.

bidu-cachorro

PS: Precisava escrever essa pequena homenagem a esse serzinho, que tanto fez por mim. Semana que vem, volto com as indicações. Boa leitura, boa semana e até o próximo post!

selo-brenda-moura

Anúncios

8 comentários em “O último adeus a um velho amigo…

  1. Ah, minha cara, sei bem o quão difícil é esse momento. Meu amigo Patrick, um boxer, se foi no ano passado, às vésperas do lançamento do meu livro. Ele foi um companheiro-amigo-parceiro de vida e aprendi muito com ele. Agora que estou prestes a começar um novo romance, ainda não sei como começar as linhas sem a presença dele aqui. Mas não vou imitar alguns escritores e escrever um diário. rs

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s