Brenda Moura · Conhecimento · Cultura · Saúde

Food, Inc. (2008)

Olá gente, tudo bem? Hoje, falarei sobre um dos documentários mais chocantes que já vi: Food, Inc. O documentário retrata a indústria alimentícia americana e faz uma abordagem profunda sobre o modo de produção dos alimentos que vão parar nas prateleiras de mercados e em nossas mesas. O filme procura fazer uma crítica a esse… Continuar lendo Food, Inc. (2008)

Cultura · Filmes · instagram · mundo · projeto · TV

Projeto fotográfico discute os limites entre ficção e realidade

Você já se pegou pensando em como seria o cotidiano dos super-heróis e personagens fora da ficção? O divertido projeto fotográfico brasileiro chamado The Fantastic Reality traz em discussão os limites entre ficção e realidade colocando personagens conhecidos do mundo pop em situações cotidianas nem tão fantasiosas… A ideia surgiu das fotógrafas Maristela Acquaviva e Renata Mello, e do publicitário Nicholas Acquaviva Galvez, que criaram… Continuar lendo Projeto fotográfico discute os limites entre ficção e realidade

100 anos · Anos 20 · Arte · Cultura · Curiosidade · Tecnologia

Há 100 anos, artistas foram convidados para representar como seria o ano 2000

Roupas voadoras, robôs para todo o tipo de tarefa e muitas engenhocas faziam parte do imaginário futurista para os anos 2000 até um tempo atrás. Mas, o mundo está bem diferente do que havia sido imaginado… Confira clicando na imagem!

2016 · Blog · Brenda Moura · Conhecimento · cotidiano · Cultura · Curiosidade · Dicas · Divulgação · Entretenimento · História · Humor · Ideias · Inspiração · Loucuras · Rotina · Séries · Seriado · Vídeos · Youtube

Orange is the New Black

Olá gente! Nessa segunda falarei sobre uma das séries de sucesso do momento e que eu também adoro: Orange is the New Black.

Orange is the New Black baseia-se na história real de Piper Chapman, uma mulher cuja vida aparentemente perfeita é virada de cabeça para baixo, quando deve cumprir pena em um presídio feminino por crime de tráfico de drogas cometido há anos.

Ao chegar na prisão, ela tem que se adaptar a essa nova vida, com as detentas, comida ruim, a falta de amizade, enfim, a todas as “maravilhas” que uma prisão pode lhe oferecer. E como se não bastasse isso, sua ex-namorada que a dedurou para a polícia, está na mesma prisão que ela.

Eu adoro a série, pelo desenvolvimento que ela ganha a cada temporada, pelos novos elementos que são acrescentados a ela e que mudam os rumos da história, etc. Mas, sinceramente, acho que a história da Piper é uma das menos interessantes da série, pelo menos nas duas primeiras temporadas.

Alguns personagens secundários como a russa Red, que tem uma história com a máfia, a transexual Sophia Burset, que tem problemas com o filho, Suzanne (ou Olhos Loucos), que é considerada como a “louca da prisão”… Essas personagens têm histórias melhores do que a da própria Piper. E ao longo da série, elas só melhoram.

Mas o fato é que a partir da terceira temporada, vemos uma Piper diferente, uma Piper que faz jus ao fato de estar presa, que começa a mostrar que ela não é aquela patricinha mimada que vimos no começo.

Digo que a terceira e quarta temporadas são as MELHORES da série, pois todas as personagens começam a se desenvolver mais, trazendo conflitos e boas doses de humor e drama. Um ponto que é forte na série e que para mim é uma das coisas mais interessantes, são os flashbacks que ocorrem, mostrando o passado das presas, o motivo de elas estarem ali, vivendo aquilo naquele momento.

Um fato legal de comentar é que a abertura da série é feita com presas de verdade!

Para encerrar, digo que para quem não assistiu, vale a pena começar e para quem já assistiu… Vamos esperar pela quinta temporada né? Hehe

Deixo a abertura da série aqui, e espero que vocês tenham gostado! Até a próxima segunda!

selo-brenda-moura

Fonte: Minha Série