Conhecimento · Cultura · Gabriel Moura · Reflexão

A dieta da múmia

Olá, tudo bem?

Para os amantes das dietas miraculosas, aqui está mais uma…

otzi-homem-de-gelo-a-mumia-de-gelo-mais-antiga-e-preservada-naturalmente-dieta-paleolitica-reflexao-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 01

Em 19 de setembro de 1991, o casal de montanhistas alemães Helmut e Erika Simon encontraram um cadáver na fronteira entre a Áustria e a Itália nos Alpes, perto do Monte Similaun. Inicialmente os cientistas acharam que fosse um cadáver contemporâneo, mas o corpo foi examinado, medido, radiografado e datado: chegou-se a incrível idade de 5,3 mil anos. Acredita-se que ele tenha morrido em torno de 30 a 45 anos. Ele media 1,65 metros de altura. Trata-se de Ötzi, o Homem de Gelo – a múmia de gelo naturalmente preservada mais antiga de que se tem notícia.

O Homem de Gelo vestia um casaco e calçados de couro – solas de pele de urso, parte superior de couro de veado – trajes considerados sofisticados para a época. Tufos de grama dentro do sapato aparentemente serviam como isolante térmico. Seu corpo tem 57 tatuagens, marcas que alguns cientistas acreditam se tratar de um tipo primitivo de acupuntura. Entre os objetos encontrados com ele estão: um machado com lâmina de cobre, uma faca sílex, uma aljava e um arco, havia restos de duas espécies de cogumelos. Uma delas conhecida por propriedades antibacterianas, possivelmente para fins medicinais.

otzi-homem-de-gelo-a-mumia-de-gelo-mais-antiga-e-preservada-naturalmente-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 02

Recentemente seus tecidos e seus intestinos foram examinados, mas a maior surpresa estava em seu estômago. A pesquisa revela como eram os hábitos alimentares desse homem primitivo. Descobriu-se que a última refeição de Ötzi foi baseada em gordura animal. Os cientistas mesclaram técnicas tradicionais de microscopia com modernas análises que usam corrente elétrica para identificar a composição residual dos tecidos. Antigas sequências de DNA, além de proteínas, metabólitos e lipídios remanescentes foram estudados.

Segundo o coordenador da pesquisa, Frank Maixner, eles conseguiram comprovar que o Homem do Gelo teve uma proporção notavelmente alta de gordura em sua dieta, suplementada com carnes selvagens de íbex (caprino que habita os Alpes) e de veado, trigo selvagem e vestígios de um tipo de samambaia. Além disso, o material do estômago da múmia foi extraordinariamente bem preservado, em comparação com as amostras do intestino delgado.

otzi-homem-de-gelo-a-mumia-de-gelo-mais-antiga-e-preservada-naturalmente-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 03

Como uma das modas atuais para quem quer perder peso está na volta às origens, a chamada “dieta paleolítica” busca reproduzir (com as devidas atualizações) a alimentação que os seres humanos tinham na pré-história: trata-se de um cardápio baseado em plantas selvagens, carnes, peixe e ovos.

A pesquisa com Ötzi revela que essa dieta não é tão paleolítica assim, segundo a datação do cardápio ela é na verdade Neolítica. De qualquer forma, esta aí mais uma dica para as dietas que começam na segunda e terminam na sexta: A Dieta Neolítica de Ötzi, à base de gordura animal, plantas selvagens e um ambiente frio e hostil para dar o toque de realidade.

Até a próxima!

selo-gabriel-mouraConheça também meu blog pessoal: Resumo de Livro
Facebook / Twitter / gabrielmoura29@gmail.com

.


Acompanhe o blog também pelo Facebook: Loucuras de Julia
E pelas redes sociais: Instagram / Twitter


Fonte: BBC

 

2 comentários em “A dieta da múmia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s