Cultura · Feminismo · Gabriel Moura · Reflexão

Abusos na festa francesa…

Olá, tudo bem?

A França sagrou-se campeã da Copa do Mundo e o povo francês foi às ruas comemorar. Mas nem tudo saiu como planejado.

abusos-na-esta-francesa-frança-campeã-da-copa-do-mundo-torcida-paris-comemoração-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 01

Com a vitória da seleção francesa na Copa do Mundo no último dia 15, os torcedores saíram em massa às ruas de toda a França para celebrar a conquista. Enquanto o dia foi de festa para a maioria, para muitas mulheres a data vai ficar marcada pelas agressões e pelo assédio sexual que sofreram.

“Vamos lembrar apenas do positivo deste dia, esquecendo dos caras que tentaram me beijar à força”. Mensagens como essa lotaram as redes sociais na França após a final da Copa do Mundo, acompanhadas pela hashtag #MeTooFoot, fazendo referência ao movimento de denúncias de assédios e agressões sexuais que chacoalhou o mundo inteiro no ano passado.

abusos-na-esta-francesa-frança-campeã-da-copa-do-mundo-torcida-paris-comemoração-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 02

São dezenas de depoimentos chocantes de beijos e toques forçados e relatos de mulheres que tentavam a todo custo se desvencilhar de torcedores abusivos. A maioria dos casos teve como palco a avenida Champs-Elysées, em Paris, onde foi registrada a maior concentração de pessoas comemorando. Outras agressões foram registradas em diversos pontos da capital francesa, como a avenida Grands Boulevards, onde uma garota relata que ficou com medo de ser estuprada por um homem enquanto as pessoas ao redor riam da situação. “Ele colocou a língua na minha boca e, enquanto eu me debatia, ele apertou meus seios e colocou a mão entre as minhas pernas”, publicou a jovem abusada.

Outra jovem escreveu: Obrigada a todos os trogloditas que aproveitaram para passar a mão em mim na multidão e também aquele que se despiu diante de mim no banheiro de um bar e me convidou a fazer o mesmo”. Em outro relato lê-se: “Tentei sair do meio da multidão porque não aguentava mais e em todo o trajeto levei tapas na bunda”.

abusos-na-esta-francesa-frança-campeã-da-copa-do-mundo-torcida-paris-comemoração-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 03

As história por si só já levantam indignação de todos aqueles que acreditam que qualquer tipo de abuso deve ser severamente proibido. Mas o pior ainda está por vir… Essa notícia foi veiculada em vários sites de notícia, inclusive em um dos maiores portais de comunicação, o G1. Já extremamente indignado com as reações dos homens franceses, consegui ficar ainda mais revoltado quando li os comentários de brasileiros, assinantes do G1 que, entre outros comentários, disseram coisas abomináveis como:

“Isso é normal, no meio da multidão é comum os homens se abraçarem, beijarem desconhecidos… Imagina se vão poupar essas gracinhas cheirosas… Se não querem ser tocadas, comemorem numa bolha.”

“Kd o bm senso? essas vagabundas vão pro meio da zorra, com torcedores bêbados, ficar pulando e se esfregando a cada gol, e acham que ninguém vai tirar uma caskinha? o mundo tá virando um barril de idiotas mesmo.”

“Essas tranqueiras estão na chuva e não querem se molhar? Ao invés de assistir futebol deveriam fazer algo de útil.”

abusos-na-esta-francesa-frança-campeã-da-copa-do-mundo-torcida-paris-comemoração-gabriel-moura-2018-blog-loucuras-de-julia 04

É, no mínimo, REPUGNANTE saber que homens em pleno século XXI ainda pensam com a genitália e acham que lugar de mulher é em casa, ou servindo de escrava sexual para o marido ou coisa pior. Eu sei que não podemos generalizar e talvez essas informações sejam apenas um pequeno traço da realidade, mas é revoltante ler esse tipo de comentário e esse tipo de notícia. Abuso não é brincadeira, é crime.

Até a próxima! 

selo-gabriel-mouraConheça também meu blog pessoal: Resumo de Livro
Facebook / Twitter / gabrielmoura29@gmail.com

.


Acompanhe o blog também pelo Facebook: Loucuras de Julia
E pelas redes sociais: Instagram / Twitter


Fonte: G1

 

 

 

2 comentários em “Abusos na festa francesa…

    1. Pois é, achei extremamente repugnante não apenas a atitude de quem praticou os atos, mas também daqueles que comentaram de forma a justificar ou concordar com tais abusos. É muito preocupante que ainda hoje haja esse tipo de pensamento.
      Muito obrigado.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s