Cultura · Gabriel Moura · História · mundo

6 de agosto de 1945…

Olá, tudo bem?

Essa imagem vale por muitas palavras:

guerra japão bomba hiroshima cogumelo 2017 gabriel moura blog loucuras de julia 01

É uma foto tirada momentos depois do lançamento da primeira bomba atômica lançada sobre o Japão, na cidade de Hiroshima, em 6 de agosto de 1945. Além de causar uma enorme destruição física e psicológica nos japoneses, a bomba de Hiroshima mudou a forma como o ser humano passou a se enxergar, pois a partir de agora ele tinha o poder de aniquilar a sua própria existência na Terra.

A guerra na Europa havia chegado ao fim, iniciava-se o processo de desnazificação dos territórios ocupados e os estragos estavam sendo contabilizados. Mas o Japão ainda resistia e representava uma ferida aberta para os aliados, principalmente para os americanos. Várias ofensivas foram feitas para forçar os japoneses a se renderem, inclusive bombardeios à Tóquio e a invasão às ilhas de Okinawa e Iwo Jima. Mas tudo em vão. Esse cartaz mostra bem o sentimento americano diante da possibilidade de finalizar a Guerra o mais breve possível:

guerra japão bomba hiroshima cogumelo 2017 gabriel moura blog loucuras de julia 02

Paralelo a essas tentativas de rendição japonesa, estava sendo desenvolvido o Projeto Manhattan. Iniciado em 1939, com medo de que a tecnologia atômica chegasse primeiro aos alemãs, um grupo de cientistas liderados pelo físico americano Robert Oppenheimer desenvolveu uma arma de fissão de tipo balístico que usava urânio-235, um isótopo raro de urânio: era uma bomba atômica, capaz de dizimar toda a vida existente em quilômetros.

Hiroshima foi escolhida por ter sido preservada durante as ofensivas anteriores, por conter um importante centro de distribuição industrial e militar e por servir de fator psicológico para a rendição japonesa. Na preparação para lançar a bomba sobre Hiroshima, os líderes militares norte-americanos decidiram não lançar uma bomba de demonstração e nem distribuir folhetos com avisos especiais, já que folhetos eram enviados às cidades que sofreriam ataques para que a população civil conseguisse se defender e para minimizar as perdas civis. A negativa para essas ações estava no desejo de aumentar o choque psicológico na população e forçar o governo japonês a se render.

Bom, a destruição foi total:

guerra japão bomba hiroshima cogumelo 2017 gabriel moura blog loucuras de julia 03

Estima-se que entre 70 a 80 mil pessoas tenham morrido imediatamente após a detonação, e que outras 70 mil ficaram feridas. Outras milhares sofreram com o efeito da radiação e passaram esses efeitos para suas futuras gerações. O dano físico nos japoneses forçou a rendição, principalmente depois que em 9 de agosto, a cidade de Nagasaki também sofreu um ataque nuclear.

A Guerra acabou, mas a ideia de que o homem poderia dizimar a espécie humana tornou o mundo um lugar sombrio, principalmente nas décadas de 1950 e 1960, no auge da guerra fria. O lado nefasto do ser humano foi colocado à mostra, e até hoje vivemos sob esse espectro de maldade. Hiroshimas e Nagasakis recorrentemente retornam no noticiário, mas são tantos e tão espalhados pelo mundo que não damos conta de tantas atrocidades.

guerra japão bomba hiroshima cogumelo 2017 gabriel moura blog loucuras de julia 04

Até a próxima!

selo-gabriel-mouraConheça também meu blog pessoal: Resumo de Livro

Anúncios

Um comentário em “6 de agosto de 1945…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s