Atualidades · Indústria · Moda · Sustentabilidade

A poluição devastadora do fast fashion

Seja na moda ou em qualquer área, nem tudo são somente “flores”… E as vezes temos que nos informar (e falar) sobre coisas sérias. Principalmente quando se trata do mercado de moda.

Há alguns anos, as lojas de fast fashion estão com péssimas reputações devido ao conhecimento sobre toda a escravidão e poluição existente por trás das “pecinhas baratas”. E este tipo de mercado está cada vez menos interessante para fashionistas que buscam moda ligada ao consumo consciente. Além de já ter ocorrido uma queda nas vendas em 2016 devido a preocupações com a sustentabilidade, também é o momento de pensar qual o impacto ambiental real causados por essas empresas.

problemas do fast fashion poluição 2017 blog loucuras de julia 03.jpg

Uma pesquisa realizada pelo The Changing Markets Foundation mostra que marcas como Zara, H&M e ASOS compram de fornecedores que fabricam o tecido viscose de maneira não sustentável em países como a China, Indonésia e Índia, contribuindo assim para a poluição da águagases tóxicos.

A viscose é um tecido parecido com a seda, porém custa menos para ser produzida. Durante o processo de tratamento químico do material nesses países, poluentes estão sendo distribuídos na água, tornando-a imprópria para consumo.

“A produção barata influenciada pela indústria da moda rápida, combinada com a falta de regulações ambientais na China, Índia e Indonésia está criando um mix tóxico”, exibe o estudo.

problemas do fast fashion poluição 2017 blog loucuras de julia 01.jpg

A publicação afirma ainda que a H&M compra de seis dessas empresas poluidoras, e a Zara tem relações com quatro desses fornecedores. Apesar de não conseguirem ser responsáveis por toda essa cadeia produtiva, seria ideal que tivesse uma responsabilidade mundial e conhecimento pela origem de sua produção. Ambas as marcas foram transparentes e afirmaram estar lidando com a situação de seus fornecedores.

A fundação lançou uma petição pedindo um fim dessa situação e já conseguiram mais de 129.000 assinaturas. Veja a campanha clicando aqui (texto em inglês).

problemas do fast fashion poluição 2017 blog loucuras de julia 04+ Veja também #PqNão comprar roupas livres de trabalho escravo?

Achei interessante este texto… Qualquer informação sobre “o lado ruim da moda” é bem vinda e serve como conhecimento. As pessoas precisam saber que acontecem esse tipo de coisa e, quem sabe, assim criar uma consciência sobre o assunto.

Torço muito pela moda e consumo consciente (sustentável, versátil, unissex, reutilizável, brechós, etc…) e fico feliz em saber que essa situação está mudando… Já que estamos falando sobre um suposto “fim” do fast fashion, conheça o mercado que entra em oposição a ele: o slow fashion. 🙂

problemas do fast fashion poluição 2017 blog loucuras de julia 02“Eu fiz isto por $0,60 / Eu comprei isto por $50”

E você, o que achou do texto? Já tinha ideia destes problemas da moda?
Comente, vou adorar saber a sua opinião!

Fonte: Elle Brasil

 

Anúncios

6 comentários em “A poluição devastadora do fast fashion

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s