2016 · Ambiente · Anos 80 · Anos 90 · Érica Aragão · Bem Estar · Blog · conforto · Conhecimento · cotidiano · Crônicas do Cotidiano · Cultura · Diversão · Entretenimento · Humor · Ideias · infantil · Inspiração · Loucuras · Reflexão · Respostas · Rotina

A infância e a rua

Quando ele estava na infância a rua era meio criança. A rua sorria para cada criança como se fosse amiga delas. Nela podia-se brincar sem medo e com a ousadia de lutar, disputar, perder e ganhar sem se machucar profundamente. Porque os machucados que a rua nos davam eram marcas de heroísmo e aventuras de crianças que brincavam de corpo e alma entregues ao chão de barro ou asfalto. Queimada, pique-pega, taco, amarelinha, esconde-esconde, bobinho, cabra-cega entre tantas outras.

criança brincando na rua amarelinha

Hoje ele já não pode ser criança dessa forma na rua. Se tivesse nascido nesse tempo, teria um computador, videogame, celular e suas aventuras seriam em grande parte simuladas na realidade virtual. Suas aventuras não fazem movimentos de corpo inteiro. As aventuras que hoje se vive mexem os dedos em movimentos repetitivos e pouco criativos. Claro que movimentam o cérebro e tem seus benefícios e atrativos. Não serei tão saudosa a ponto de não ver o que há de bom nas brincadeiras de apartamento.

infancia e rua 02

Mas a rua da infância dele é aquela que permitia-se ser livre e expressar-se com o corpo inteiro, dando um grito sem ninguém achar que esse grito pudesse ser o pavor de um ato violento. A rua era o sol e a lua dos nossos dias e noites. A rua era poesia de criança.

selo-erica-aragao

Anúncios

6 comentários em “A infância e a rua

  1. Lindo Érica Aragão. Texto lúdico, fez- me lembrar da minha infância.
    Realmente as brincadeiras virtuais de hoje desenvolvem a inteligência, mas nossas brincadeiras de rua, instigavam a também, e muito! Acertar uma bola de gude na outra e joga- lá no buraco apenas com um peteleco? Precisava de muita perícia e inteligência. A infância na rua ensinava a dividir, unir, liderança, companheirismo, solidariedade, e como o texto diz, os ralados no joelho eram nossos troféus! Que maravilha!
    Parabéns!😉

    Curtido por 1 pessoa

  2. Quando eu era criança, lembro-me que eu gostava muito de brincar dessas coisas. Era uma “outra fase”. E eu acho que quando crianças, tínhamos mais diversão. Hoje em dia está diferente mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s