2016 · Arte · Blog · Brenda Moura · Cinema · Clássico · Conhecimento · Criatividade · Cultura · Dicas · Diversão · Divulgação · Entretenimento · Filmes · Inspiração · Loucuras

Studio Ghibli

Olá pessoas! Como está um frio de renguear cusco aqui no Rio Grande do Sul, uma ótima pedida é assistir um bom filme, debaixo das cobertas, com uma pipoquinha e chocolate quente. E para isso, resolvi fazer um top 5 será feito com as animações do Studio Ghibli.

Studio Ghibli é um estúdio de animação japonês, sediado em Koganei, Tóquio. Fundado em 1985, o estúdio já produziu 20 filmes de animação, sendo o primeiro Tenkû no Shiro Rapyuta, lançado em 1986, e o mais recente Omoide no Mānii, lançado em 2014 no Japão e em novembro de 2015 no Brasil.

Iniciando meu top 5…

5° – O Conto da Princesa Kaguya: Essa animação foi baseada em um conto popular japonês, chamado de O Conto do Cortador de Bambu. Kaguya, ainda bebê, foi encontrada dentro de um tronco de bambu brilhante por um lenhador, que a tomou como sua e com o passar do tempo, ela se transforma em uma bela jovem, cobiçada por 5 nobres, inclusive pelo próprio Imperador. Nenhum deles é o que ela quer, então, ela resolve enviar seus pretendentes para tarefas consideradas impossíveis, para evitar o casamento com um estranho que não ama. Essa animação é simples e cativante pelo simples fato de Kaguya ser uma menina normal, com sonhos e desejos, que vão além de um casamento. Ela nos anima e nos entristece ao mesmo tempo, porque é uma belíssima história sobre pessoas que procuram sua felicidade. E a forma com que a animação se desenvolve é leve, bela e única, quase como em um conto de fadas.

4° – Em 4° lugar, deixo a animação Princesa Mononoke, onde um príncipe infectado por uma doença sabe que irá morrer, após uma luta com um Deus javali, a menos que encontre a cura. Sua viagem a procura da cura, o leva até uma cidade de ferro governada por Lady Eboshi, que é uma ambiciosa mulher e possui o segredo da pólvora, para destruir a floresta e ampliar seu domínio, e até mesmo desafiar o imperador do Japão; e também possui a Princesa Mononoke como inimiga, uma garota que vive com o clã dos lobos na floresta e cujo nome verdadeiro é San. O objetivo de Ashitaka passa então a não apenas retirar a maldição de seu braço (que aumenta com o passar do tempo), mas também arranjar uma maneira diplomática de impedir a guerra entre o homem e a natureza. Esse filme é tenso, instigante de todas as formas e quando a história começa a se desenvolver, percebemos que a pessoa mais ativa da trama não é Mononoke e sim, o jovem Ashitaka, que não mostra o verdadeiro lado que defende, apenas busca a forma mais diplomática de resolver a situação.

3° – A medalha de bronze vai para a animação mais interessante e curiosa do Studio Ghibli: Porco Rosso, O Último Herói Romântico. Na Itália entre as duas guerras, caçadores de prémios ganham a vida a lutar contra os piratas do ar que aterrorizam o Mar Adriático. Um deles é Marco Porcellino, mais conhecido por Porco Rosso. Gina, cantora e proprietária do Hotel Adriano, situado numa pequena ilha, não desiste de tentar convencê-lo de que vale a pena procurar a humanidade, mas Porco resiste a falar do passado e detesta o único vestígio desses tempos – uma fotografia que mostra o seu rosto antes de assumir os agora característicos contornos porcinos. Essa animação é muito interessante, não só pelo fato de o personagem principal ser um porco, mas sim os motivos pelos quais isso acontece. E para que ele deixe de ser um porco, ele precisa voltar a ser um herói, entender o motivo pelo qual ele precisa proteger quem ama. Essa animação é uma longa jornada desse herói, mostrando o lado psicológico do personagem, e o que ele precisa fazer para recuperar seu coração de aviador. Gina e Fiona serão os elementos transformadores do caráter do protagonista.

2° – Em segundo lugar e levando a medalha de prata: Meu Vizinho Totoro. Mei, é uma jovem que encontra uma pequena passagem em seu quintal, que a leva à um lendário espírito da floresta, conhecido como Totoro. Sua mãe está no hospital, e seu pai, divide o tempo entre dar aulas na faculdade e cuidar de sua mulher doente. Quando Mei, tenta visitar a mãe por conta própria, se perde na floresta, e só o grande e fofo Totoro, pode ajudar a menina a achar o caminho de volta para casa. Essa animação é a coisa mais fofa e linda do universo e Totoro é um dos melhores e mais cativantes personagens das animações. O filme tem uma trilha sonora belíssima, e a simplicidade da história nos faz amar os personagens e seus dramas. Outra coisa legal é que essa animação possui as esquisitices japonesas, e tem até uma canção esquisita, e isso deixa o filme mais engraçado e legal ❤

1° – E o primeiro lugar, que leva a medalha de ouro do meu top 5… O SERVIÇO DE ENTREGAS DA KIKI ❤ Tive que escrever em letras maiúsculas porque esse filme é a coisa mais maravilhosa do mundo. Kiki é uma jovem bruxa em treinamento, que acabou de completar treze anos. De acordo com a tradição, todas as bruxas com essa idade devem deixar suas casas, para aprender a viver por conta própria. Kiki, junto com seu gato Jiji, voa para longe para viver na cidade de Korico. Depois de chegar lá, tem de arrumar emprego e aprender o verdadeiro significado de sua nova vida, principalmente depois que perdeu o poder de voar. Eu amo esse filme pelo simples fato de Kiki ser a personagem mais fofa e carinhosa que eu já vi em animações. Ela e seu gato Jiji se metem nas maiores encrencas, e isso deixa o filme leve, divertido, sem dramas, mas ao mesmo tempo, a história não fica em um tom infantil, podendo ser exibida para adultos e crianças. E é aquele tipo de filme que te prende e que te faz vibrar e sorrir cada vez que acontece algo diferente. Sem dúvida, um dos melhores filmes de Miyazaki e o meu favorito ❤

PS: Outros filmes que valem ser citados, mas ficaram de fora da minha lista são: O Reino dos Gatos (), Túmulo dos Vagalumes, Vidas ao Vento (concorreu ao Oscar) e As Memórias de Marnie (filme triste que me fez chorar mais do que tudo kkk).

Essa foi a minha listinha em homenagem ao Studio Ghibli e suas grandes contribuições para o cinema de animação.

Espero que vocês tenham gostado e até a próxima segunda

selo-brenda-moura

Fontes: Wikipedia; Filmow (O conto da princesa; Princesa Mononoke; Meu amigo Totoro, O último herói romântico; O serviço de entregas da Kiki)

Anúncios

9 comentários em “Studio Ghibli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s